LADIES IN DA HAUS.IT: HAUS.IT APRESENTA PROJETO DEDICADO A VISIBILIDADE DE ARTISTAS MULHERES

Com curadoria que conecta artistas emergentes da cena local e nomes experientes, a Haus it vem se tornando sinônimo de união e celebração de boa música. A label comandada por Pedro Verano, iniciou suas atividades antes da pandemia e mesmo longe das pistas vem conseguindo aprofundar seus trabalhos através da internet.

Nascido no Rio de Janeiro e residindo em Brasília desde 2009, o instrumentista e produtor musical Pedro Verano se inspirou no trabalho de diversos produtores de eventos do Distrito Federal, apostando mostrar toda diversidade presente na House Music e algumas de suas vertentes como disco, deep, tech e Progressive.

Com o objetivo de levar a marca para além das pistas, Verano viu na pandemia a oportunidade de alcançar mais pessoas e conectar artistas de Brasília com outros cantos do país, o selo vem buscando preservar a diversidade e espalhar as vertentes da House Music pela rede com uma serie de podcasts, contando com uma mescla de artistas experientes e novos talentos.

Em uma entrevista para o site Dj Mag Verano contou: “Eu sempre curti a ideia de não deixar os sets ficarem só naquele momento da festa. O mundo é muito grande e a internet está aí para conectar as pessoas e nada melhor pra fazer isso do que uma boa música, não é mesmo? Meu grande parceiro, o Guto Fernandez, mora em Barcelona e quando toda essa loucura da pandemia começou, aproveitamos para entrosar a nossa rede de contatos e buscar fazer algo interessante em cima do que era possível. Foi tudo rolando de uma forma muito espontânea. Tenho aprendido bastante ao longo do tempo, buscando as referências certas e também uma identidade própria”. 

O podcast possui mais de 50 episódios exclusivos publicados e com diversas artistas mulheres produzindo set para o selo, surgiu a ideia de criar uma playlist dedicada a elas, nascendo assim a Ladies In Da Haus.it que conta com nomes como Camila Jun, Cxxju, From House To Disco, Giograng, Sukhjeet e outras artistas.

Agora, com o avanço da vacinação a marca apresenta um novo projeto que nasce com a proposta de mostrar a diversidade por detrás da House Music e incentivar para que mais mulheres comandem as pistas. Inspirado no sucesso da playlist, ganha vida as noites LADIES In Da Haus.it. A primeira convidada é a Dj Allice D, que participou recentemente de uma das edições pockets.

Divulgação redes sociais

Daniela aka Allice D é catarinense e vive em Brasília há 7 anos, onde iniciou sua carreira na discotecagem. A música sempre teve um papel fundamental em sua vida, conta que quando adolescente ligava a caixa de som da sala de sua casa e aguardava os primeiros acordes de alguma música que gostava para apertar o REC e assim iniciou gravando suas primeiras playlists em fitas cassete para ouvir depois.

“Nessa época era mais pop e rock. O primeiro eletrônico que não saiu da minha cabeça foi “Pump Up the Jam” do Technotronic. Eu também adorava Erasure e a voz do Dave Gahan do Depeche Mode. Mas minha primeira paixonite musical foi por U2. Anos depois, por Pearl Jam, que foi meu primeiro CD e eu o ouvi até gastar. Sempre gostei também de música clássica e trilhas sonoras, tive minha fase do reggae e cantei em dois corais”, conta Daniela.  

Continuando diz, “quando comecei a frequentar festas eletrônicas massivamente gostava de psytrance, o meu favorito era Lish. Parei pra ouvir agora e ainda achei bom. Depois de uns anos de intervalo voltei frequentando festas do que um amigo chamou de “house psicodélico”. Eu não sabia descrever qual meu estilo preferido de eletrônico até o dia em que um ex me levou pra ver um longset do Hernan Cattaneo e falou que achava que era daquilo (house progressivo) que eu gostava. Acertou. Fiquei apaixonada de um jeito pelo som e pela construção dos sets do Hernan que por muitos anos eu só ouvi set dele. Quem já viajou ou pegou carona comigo nessa época pode confirmar.”

Em Brasília, com tantas vertentes de techno e um som sempre pesado, Daniela incentivada por amigos decidiu aprender a tocar o som que gosta e que a emociona, o house Progressive. “Seria muito bom se todo mundo que gosta pudesse aprender, principalmente mulheres que gostam de eletrônico e namoram ou já namoraram um DJ. Porque enquanto namorada, esposa etc de qualquer tipo de músico, é como se tu gostasses de tudo (e só aquilo) que o parceiro toca. O que nunca é verdade, já que todo mundo tem um universo dentro de si, e tem coisas que tu só colocas pra fora (e que os outros descobrem sobre você, já que dispensa palavras) quando se expressa pela música (ou por algum outro tipo de arte), completa Daniela.

 Allice D faz parte do coletivo chamado Bege Crew, formado por sete DJs que aprenderam a tocar mais ou menos na mesma época, cada um com estilo e pesquisa próprios e um excelente gosto musical.

Allice D em apresentação na Haus.it “pocket” – Foto: Victor Diniz

Além das noites LADIES in da Haus.it, que acontecem presencialmente, a marca Haus.it vem buscando sintonizar seu conteúdo online com os projetos no mundo real. Além de seu canal no Soundcloud, conta também com um canal no Youtube e já mostra que tem mais novidades vindo por aí.

A galera está esperançosa com o avanço da vacinação e reabertura das pistas, acredito que a gente também, mas enquanto não dá pra curtir do fronte, acesse as redes sociais da Haus.it (clique aqui), siga, curta e compartilhe. Conheça também os canais do Soundcloud (clique aqui) e Youtube (clique aqui), ouça os sets e apoie os artistas.

SERVIÇO:
LADIES in da Haus.it apresenta Allice D
Local: Plural Bar, CLN 104 Bloco B, Loja 38, Asa Norte, Brasília/DF – Asa Norte, Brasília – DF.
Reserva: 61 99397-7779
Informações via direct: @haus.it

Leia também: 3ilha homenageia Clara Nunes em primeiro remix

Posted in

Pedro Caixeta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

× Como posso te ajudar?