Barbie Melo – Destaque da nova Geração

Barbie melo
Barbie Melo

A DJ Barbie Melo é um dos destaques da nova geração. Com um som potente, rápido e boa técnica de mixagem, ela começa a ser notada por todos como um talento promissor. Hoje ela vai falar sobre tudo isso.

[TUNTISTUN] Oi Barbie, tudo bem? Vamos conversar sobre sua trajetória e outras coisas, mas pra começar eu queria saber, você é de Brasília?

BARBIE MELO: Oi, gente, tudo ótimo! Muito obrigada pelo espaço! Estou super feliz de conversar um pouquinho com vocês! Eu sou de Brasília mesmo, sempre vivi aqui

barbie melo
Barbie Melo

[TUNTISTUN] E qual a importância da música na sua adolescência e formação como pessoa?

Por incrível que pareça sempre fui muito caseira, além disso fui atleta durante toda adolescência então quase nunca saía porque sempre tinha que treinar. Meu acesso à música era basicamente o que tocava na rádio e eu prestava muita atenção em trilhas sonoras de filmes.

[TUNTISTUN] Quando e como você descobriu a música eletrônica?

Faço parte da galera que teve David Guetta e Bob Sinclar como porta de entrada da música eletrônica haha como eu só ouvia o que tava na rádio e os clipes que passavam na TV por um bom tempo achei que todo Universo de música eletrônica se resumia a Summer Eletro Hits. Aí na adolescência comecei a ir pra umas raves pra curtir Skazi, Infected Murshroom… Confesso que nem lembro muito bem como isso aconteceu mas eu curtia bastante! Até que entrei na faculdade e acabei perdendo totalmente o contato com música eletrônica…

barbie melo
Barbie Melo

[TUNTISTUN] E logo que você gostou da música decidiu ser Dj? Como foi esse caminho?

Não, eu não tinha a menor ideia de que isso ia acontecer um dia. Eu tinha planos que passavam bem longe disso. Só em 2020 decidi ser DJ e ainda tive que esperar pra começar o curso porque foi justamente quando a pandemia começou.

[TUNTISTUN] Quais foram suas primeiras festas e Djs que te abriram os olhos?

Depois de muitos anos sem escutar nada de eletrônica, fiz amizade no trabalho com a Marina, da My House, e fui voltando aos poucos a ouvir e pensei “meu Deeeus é verdade, eu gosto disso!” hahaha aí decidimos ir pro Universo Paralello aí já viu né…

barbie melo
Barbie Melo

[TUNTISTUN] Você faz parte de um dos coletivos muito atuantes na cidade, conta um pouco sobre o coletivo, quem faz parte e o que vocês trazem de ideal e cultura?

Ah eu sou muito grata e muito feliz de fazer parte do Coletivo Hangover. E estou muito satisfeita com os sons de todos. Somos 12: eu, Turambar, Rob-Z, Moranga, Bunny, Evah, Decknoise, Gui.exe, Growth Movement (Nilo e Gabriel), Carol e Bruna.

Você nunca vai ver um line da Hangover com 10 homens heteros e brancos… E nem vai ver sempre o mesmo line, sempre a mesma ordem. A gente tem sons bem diferentes e procura revezar pra que todos tenham chance de pegar a pista cheia.

Nós priorizamos o som underground e a cena underground como um todo tentando ser independentes, sem nos preocupar em seguir padrões e sempre respeitando as diversidades de existências humanas.

[TUNTISTUN] Diz para gente 5 músicas que te marcaram no início da sua descoberta da música eletrônica?

Nossa essa é difícil… vou citar músicas bem diferentes entre si e elas não são todas do mesmo período mas marcaram minha adolescência.

When Love Takes Over do David Guetta

One More Time do Daft Punk

World, Hold On do Bob Sinclar

Cities of The Future do Infected Mushroom

No Turning Back Gui Boratto (essa é seguramente uma das minhas músicas preferidas da vida).

[TUNTISTUN] Você sendo bem nova e tendo a mão pesada, o que tem achado das possibilidades de tocar techno na cidade?

No meu caso específico por enquanto muito escassas (pra não dizer inexistentes…). Eu sei que a pandemia atrapalhou muito… Os espaços que conseguiram se manter em sua maioria precisaram se adequar ao formato de bar e isso inevitavelmente diminui o BPM e suaviza o som. Não vou dizer que acho isso totalmente ruim porque abriu um espaço pro Hangover se solidificar como o coletivo com o som mais pesado da cidade e isso eu acho bem legal! Mas gostaria muito de ver um som mais pesado e mais acelerado em outros ambientes e festas também. Ainda tenho fé de que isso aconteça conforme a vacinação for aumentando.

barbie melo
Barbie Melo

[TUNTISTUN] Quais Djs da cidade você acha que merecem a nossa atenção?

Todos os DJs da Hangover! Hehe Eu realmente tô bem feliz com o som e a evolução do pessoal do meu coletivo! Sempre brinco que queria às vezes ser só público e poder curtir nossos eventos sem a preocupação de quem está trabalhando na produção. 

[TUNTISTUN] Fala um pouco das suas influências musicais, o que você busca no seu som?

Porrada… hahaha eu gosto de intensidade. De grave pesadão e bem marcante, de Drop seco, de acid agressivo e ao mesmo tempo de melodia viajante…

[TUNTISTUN] Pode indicar 5 músicas mais recentes que você tem curtido?

O EP Synthesis da Deborah de Luca com Ballarak são 3 músicas que resumem bem o que respondi na pergunta anterior.

Além dessas Escala En Enfer do Nico Moreno:

Two Steps From Heaven do I Hate Models:

Posted in

DJ Oblongui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

× Como posso te ajudar?